quinta-feira, 27 de outubro de 2016

NO BRASIL GOLPISTA: ESTUDANTE É ALGEMADO E EDUARDO CUNHA NÃO!



Integrantes do movimento que vem ocupando mais de mil escolas contra medidas do governo Temer contra a educação, 26 estudantes da escola ocupada D. Filomena Moreira de Paula, sendo 11 menores de idade, foram presos em Miracema, no Tocantins, nesta quinta-feira 27; eles foram levados algemados para a delegacia...

Agora Veja o tratamento dado ao maior corrupto da História recente do Brasil...


terça-feira, 25 de outubro de 2016

RODRIGO MAIA: TENTOU AMENIZAR A DELAÇÃO DE CUNHA, MAS PROVOCOU FOI PÂNICO!



Realmente essa fala de Rodrigo Maia demonstra toda uma tentativa de desviar o foco...
    


Até 2014, Empresas podiam fazer doações de campanhas diretamente para os candidatos e partidos...

Então, possivelmente, 50 Deputados conforme ele diz, podem ter sido cada um, candidato de mais de uma empresa ou aglomerados de empresas de um mesmo ramo ou ramos diversificados...Naturalmente, eles sendo eleitos, representariam os interesses,no Congresso, dessas empresas...

Essa sua fala, é claro que atormentou as empresas e investidores que podem ter seus nomes e marcas envolvidas na MAIOR DE TODAS AS DELAÇÕES DA HISTÓRIA e as consequências podem ser devastadoras.

ACESSE O LINK AO LADO  E LEIA A MATÉRIA COMPLETA: 247

Professor Augustão do Revir@volta

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

PRENDAM O CUNHA,MAS NÃO O MACHUQUEM! MAS SE FOSSE O LULA...




Realmente, passadas algumas horas da prisão de Eduardo Cunha e com as adrenalinas de milhões mais equilibradas, começaram as reflexões mais racionais.

A prisão de Cunha foi sem holofotes da Mídia, principalmente Global!

Cunha, como alguns sites já falam, já sabia que seria preso, e suas malas estariam prontas!

Todos os que antes de Cunha, se não me fale a memória, que foram presos, foram algemados!

Então, por que esse privilégio a Cunha, Juiz Moro?

Eduardo Cunha era o personagem da política recente nacional que era sua prisão aguardada com a mais absoluta ansiedade...E o juiz Moro, resolve frustrar todo um contingente populacional esperançoso de ver esse cara conduzido algemado,na traseira de um carro da polícia...

                                       VEJA O QUE FIZERAM QUANDO FOI COM LULA:


Moro, parece que deu a ordem para prendê-lo, mas que não o constrangesse perante a sociedade, preservando-o, protegendo-o, dando-lhe total segurança e respeitando seus direitos...Isso está errado, claro que não...Mas Moro deveria ter feito isso com todos sem exceção...Mas ele não fez!

Aliás, o juiz Moro e toda a justiça brasileira demoraram muito para prender Eduardo Cunha...Poderia inclusive ter feito isso antes do dia 17 de abril de 2016 quando da votação do pedido de impeachment e investigação contra Dilma tivesse sido autorizado pela Câmara, por vingança, diga-se de passagem de Cunha por Dilma não ter aceito as chantagens dele...

Realmente demorou,mas ela se concretizou...Mas nesses termos que citamos acima, sem nenhuma aparência dele estar realmente sendo preso... Ficou um tanto frio, se me entendem!

Isso está mais parecido como cortina de fumaça e não é só eu que estou dizendo isso...Alguma armação maquiavélica deve estar sendo esquematizado,mas não contra Temer,Jucá,Renan,Gedel,FHC,Aécio,Padilha,Moreia Franco, e tantos outros que são investigados e que foram denunciados por delatores premiados na Lava Jato...

Estão preparando a prisão de Lula, antes que esfrie esse caso Cunha para mostrarem que TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI DE MORO!

Professor Augustão do Revir@volta



terça-feira, 11 de outubro de 2016

PEC 241 É INCONSTITUCIONAL PORQUE IRÁ REDUZIR RECURSOS E DIREITOS...




Será que estou enganado ? Mas para mim esta PEC 241 é inconstitucional mesmo sendo uma PEC porque ao invés de ampliar os recursos destinados a alguns direitos fundamentais do povo brasileiro para lhe favorecer, ela por sua vez vai reduzir os financiamentos ou estagná-los por um período de 20 anos...

Ora, todos sabem que aplicar recursos em saúde e educação não são considerados gastos e sim investimentos no futuro do povo. A PEC 241 vem na contramão desses princípios fundamentais, e pior, tornará e criará a seletividade, porque menos recursos significam menos atendimentos em saúde e educação, essenciais para qualquer cidadão como o texto constitucional diz e aí a disputa por atendimentos tendem a se tornar mais ferozes diante do crescimento populacional e envelhecimento. Vai ser consolidado a teoria evolutiva : Quem for mais forte sobreviverá!

O STF está permitindo uma arbitrariedade sem precedentes. Aliás, esta é mais uma delas !

Professor Augustão do Revir@volta

SIGA-ME NO TWITTER: https://twitter.com/AugustaodoPT

DIREITOS FUNDAMENTAIS NA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA



1. Direito à vida:
Do direito à vida é que decorrem todos os demais, como direito à saúde, à
integridade física, à educação e a moradia. A vida de cada indivíduo é o seu bem 
mais valioso e nenhuma vida vale mais que a outra.
Diante disso, a sociedade civil está voltada a proporcionar aos cidadãos -
vida digna. 
Para assegurar qualidade de vida o governo passou a regulamentar e executar ações relativas ao meio ambiente, à salubridade no espaço de trabalho, aos direitos do consumidor, aos direitos dos idosos e dos deficientes físicos e mentais, à distribuição de medicamentos, à obtenção dos documentos básicos do cidadão, etc.

4. Direito à educação, à saúde e à habitação:
Entre as condições básicas à conquista da cidadania estão a educação, saúde e habitação. O Estado é o responsável na prestação desses serviços à população, e deve fazê-lo de forma satisfatória, possibilitando avanço na convivência social.Saúde e habitação são pré-requisitos à construção de uma vida digna, ao bem-estar social. A educação é o meio pelo qual o cidadão conhece a si próprio e aos outros, identificando seu papel na sociedade e se habilitando a influir no futuro do país.

9. Direito aos serviços públicos:
As políticas públicas estão sob a responsabilidade estatal, sendo da competência do Poder Executivo estabelecer as políticas dos serviços básicos do cidadão, como saúde, educação, habitação e transporte coletivo – configura-se desse modo o dever do Estado de prestar serviços de qualidade à população.O Estado financia os serviços públicos com o recolhimento dos tributos, que são instituídos pelo governo e que devem reverter em benefício da população - daí a importância de fiscalizar a utilização do dinheiro público. Atuam neste sentido os Tribunais de Contas, a imprensa, o Ministério Público e entidades organizadas da Sociedade Civil, bem como qualquer cidadão.